fbpx
Início Agricultura Qual a importância do estudo de viabilidade econômica para os negócios?

Qual a importância do estudo de viabilidade econômica para os negócios?

245
1
Mesa de trabalho com computador e máquina fotográfica

Imagine duas situações: na primeira, você, empreendedor, se depara na situação em que precisa avaliar a viabilidade de um projeto para a criação de um novo produto, proposto pela sua equipe. E em outra, você está na fase de planejar a abertura de um novo negócio e carece de uma análise para essa ideia de empreendimento.

Para o desenvolvimento de ambas as propostas, o conhecimento sobre informações do mercado, público-alvo, concorrentes, fornecedores, devem ser levados em consideração e podem fazer diferença no resultado que se irá obter no decorrer do projeto, obtendo um resultado positivo ou negativo.

Englobando todos esses tópicos, visando enxergar o sucesso do novo produto ou dos novos negócios, temos o Estudo de Viabilidade Econômica.

Mas o que é o Estudo da Viabilidade Econômica?

O Estudo da Viabilidade Econômica consiste em um trabalho que permite avaliar se determinado projeto é possível de se realizar, se são necessários alguns ajustes para ele acontecer ou se é totalmente inviável.

Esta ferramenta é capaz de apresentar informações a respeito do lucro, investimentos necessários, além é claro, de demonstrar os riscos desse investimento. Buscando apresentar a efetividade do negócio a partir de projeções do seu comportamento no mercado.

Com sua aplicação, não há garantia de sucesso do negócio, produto ou serviço, mas ocorre sim, a minimização dos riscos.

Nele são realizadas análises de mercado da empresa, produto ou serviço, projeção de receita, custos e investimentos, taxa interna de retorno, fluxo de caixa, tendências do ramo, valor presente líquido, mão de obra necessária, payback, faturamento, estudo da implantação física do projeto, entre muitos outros pontos.

e-book Reforma Tributária

Você quer receber o e-book do ADECA Agronegócios: Reforma Tributária: O Sistema Atual, discussões e o Futuro próximo? Clique na imagem ao lado e faça o download agora!

A importância da Viabilidade nos negócios

Como já mencionado no exemplo da introdução, o Estudo de Viabilidade Econômica é primordial na condição de se avaliar um projeto, seja ele de um novo produto ou serviço, novo empreendimento, ou a expansão de algum já existente. Não basta ter a ideia, é necessário entender o mercado e presumir os retornos financeiros.

O conjunto das informações levantadas no estudo já citados anteriormente, possibilitará as projeções e a visualização em números do potencial do projeto, das perspectivas através de cenários otimistas e pessimistas dentro do escopo e de seu retorno. Isso permitirá que o responsável por ele defina diretrizes e estratégias de forma segura e com projeção de faturamento.

Dessa forma, nota-se que essa ferramenta é resultado de muito estudo e embasamento sobre o tema do negócio, o que é totalmente necessário antes de se pensar em investir qualquer dinheiro em um projeto que poderá trazer problemas ainda não dimensionados. Logo, o ideal é aguardar o resultado da viabilidade para começar a rodar esse novo negócio.

Caso o projeto seja colocado em funcionamento após o estudo, é importante que mantenha esse documento sempre alinhado/atualizado com o projeto, acompanhando a sua evolução, enxergando possíveis desvios e buscando readequações para potencializar os resultados.

Um empreendedor deve se preocupar com a viabilidade financeira sempre que for preciso fazer investimentos.

Você quer aprender sobre Mercado Futuro e Opções de Futuros na Pecuária de Corte? Montar operações de proteção para os custos de seus insumos🌽!

Como fazer essa análise de Viabilidade Econômica?

A Viabilidade Econômica exige um grande estudo e levantamento de informações sobre o assunto do negócio em que se pretende entrar ou expandir, como mencionado, envolve tópicos como:

  • Análises de mercado ou segmento;
  • Tendências do ramo de atuação;
  • Estudo da implantação do projeto;
  • Projeção de receita;
  • Custos e investimentos;
  • Desenvolvimento e estudo dos principais indicadores (TIR, VPL, payback, ROI);
  • Entre muitos outros.

Segundo Camargo (2017), o estudo de Viabilidade deve conseguir responder algumas perguntas como:

  • Quais são os rendimentos e despesas esperados nos próximos anos?
  • Qual será o rendimento do capital investido?
  • Qual o mínimo que o negócio precisa faturar para começar a lucrar?

E para responder esses questionamentos, existem alguns “passos”, a serem desenvolvidos pelo responsável do estudo:

Projeção de Receitas

O passo inicial da análise de um projeto após o levantamento e desenvolvimento de tópicos anteriores será a projeção do volume da receita, que é presumir o que o projeto pode gerar de rendimentos para os investidores.

A projeção como a palavra já diz, busca estimar o quanto se espera faturar com o projeto funcionando como o planejado, além de expectativas de crescimentos no período proposto.

É necessário se atentar a todo estudo de mercado nesse momento, por exemplo, entender da sazonalidade do produto, pode mudar os rumos de um projeto.

Projeção de custos, despesas e investimentos

Assim como as receitas, as previsões de custos, despesas e investimentos precisam ser analisadas. Eles em conjunto vão formar a ferramenta central que é o fluxo de caixa do projeto para um período pré-estabelecido. Através dessas estimativas será possível responder perguntas como: “Quanto de investimento o projeto precisará?” ou “Quais os custos operacionais?”.

Nele temos:

  • Custos fixos, sendo tudo aquilo que é recorrente (água, luz, aluguel, salários);
  • Custos variáveis, que depende do volume de produção ou vendas (comissão, participação nos lucros, gratificação);
  • Os impostos, que neste caso é indicado consultar um contador.

O fluxo de caixa projetado

A ferramenta em questão é um dos instrumentos fundamentais para a gestão financeira de uma empresa. Através dele é possível controlar os desdobramentos do caixa do negócio.

No estudo de viabilidade financeira, o fluxo de caixa também é peça chave, ele será obtido de forma projetada através das duas projeções anteriormente citadas. Com essa perspectiva de caixa, será possível verificar o saldo para todo período estudado.

Com as informações organizadas no fluxo de caixa será possível elaborar um dos maiores aliados da viabilidade, os indicadores financeiros.

Quero conhecer o curso Lucrar Alto Fora da Porteira

Quer aprender a explorar as oportunidades que as oscilações de commodities oferecem? Conheça as Plataformas Inteligentes Agromove, uma ferramenta prática e muito fácil de usar, que auxilia os produtores a aumentarem o seu lucro.

Os indicadores de Viabilidade

Com as projeções todas feitas, é hora de utilizar os indicadores. Nesse ponto, teremos uma maior base para direcionar economicamente se o investimento deverá ser feito ou não.

Existem diversos indicadores utilizados para analisar a viabilidade econômica de um projeto. Os mais comuns são: Valor Presente Líquido (VPL), Taxa Interna de Retorno (TIR) e o Payback.

  • Valor Presente Líquido (VPL): Ele analisa todos os fluxos de caixa projetados para o investimento, em uma data base. É o resultado da diferença entre o valor investido e aquele que será resgatado ao fim do investimento, trazidos ao valor presente, assim podendo ter a verdadeira noção do valor do dinheiro no tempo.

Resumidamente, sua interpretação é: se o resultado do VPL for positivo, indica que o projeto tem capacidade de gerar lucros; ou caso seu valor seja zero, significa que o projeto é capaz de pagar o investimento apenas. E por fim, o resultado negativo demonstra que o projeto não trará lucros, e sim prejuízos.

  • Taxa Interna de Retorno (TIR): Representa a taxa de retorno que zera o nosso VPL. Expressa na forma de uma taxa percentual, e se apresenta na periodicidade dos fluxos de caixa, isso é de forma anual.

Para a interpretação da TIR, deve-se ter em estipulado Taxa Mínima de Atratividade (TMA) do investimento, pois será necessário comparar essas duas taxas. Com elas temos as comparações: TIR maior que a TMA significa que o retorno é superior que o mínimo esperado pelo investidor; TIR igual TMA o projeto se equipara ao esperado; e TIR menor que TMA o projeto não atinge o retorno esperado.

  • Payback: Talvez o mais simples de entender, apresenta o período de retorno do investimento, ou seja, quanto tempo um projeto levará para pagar os investimentos.

Basicamente para chegar à uma conclusão, basta alinhar as expectativas de retorno com o tempo previsto. Caso o tempo necessário esteja de acordo com o esperado, o investimento tem potencial.

Como mencionado, existem alguns outros indicadores de avaliação, entre eles o Payback descontado, o Valor Anual Equivalente e o Índice de Recuperação do Investimento, os quais irão auxiliar na tomada de decisão e no planejamento dos próximos passos do projeto.

Ainda é importante se mencionar, que caso a decisão seja positiva ao andamento do negócio, é necessário fazer o acompanhamento próximo das finanças, garantindo que elas sigam ou supere o que foi projetado no estudo da Viabilidade Econômica.

Para saber mais sobre as áreas de administração e economia em projetos desenvolvidos para o agronegócio aguarde os próximos posts sobre gestão ou entre em contato com o ADECA Agronegócios.

logo ADECA

Site: https://portaladeca.com/ Telefone: (19) 3429-8855 e-mail: [email protected] Instagram: @adecaagronegocios

>> Você quer aprender sobre Mercado Futuro? Leia o artigo “Mercado Futuro do Boi Gordo e Commodities: 7 cuidados básicos” do Alberto Pessina.

>> Leia mais em: “Por que devo saber o meu custo?”. Onde Alberto Pessina responde as principais dúvidas sobre gestão de custos.

>> Leia mais entrevistas em: “Margem Bruta e Eficiência Comercial”. Onde Alberto Pessina explica sobre Margem Bruta e Eficiência Comercial.

>> Leia mais entrevistas em: “Como melhorar os resultados da empresa rural?”. Onde Alberto Pessina explica que precisamos analisar uma série de fatores que influenciam na produtividade e rentabilidade do negócio para atingir bons resultados. E é fundamental se ter uma boa gestão das atividades da propriedade rural.

>> Assista nossos webinars em https://blog.agromove.com.br/webinars/

Webinar Importância da geração de caixa para o sócio
Importância da geração de caixa para o sócio

Webinar Como tomar decisões de mercado de forma estratégica?
Como tomar decisões de mercado de forma estratégica?
Webinar Toque sua Fazenda como uma Empresa e Lucre Mais
Toque sua Fazenda como uma Empresa e Lucre Mais

Referência

CAMARGO, R. F. Estudo de Viabilidade Econômica e Financeira de projetos: como a Análise de Viabilidade Econômica e Financeira contribui para manter as surpresas longe de seu negócio. 2019. Disponível em: < https://www.treasy.com.br/blog/estudo-de-viabilidade-economica-e-financeira-de-projetos/>. Acesso em: 09 nov. 2020.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here