A lucratividade na Pecuária de Corte está relacionada com a produtividade ou com a comercialização?

Ao longo de mais de 20 anos atuando no setor, com formação agronômica e administrativa, vivenciei muitas discussões focadas na produtividade das fazendas e na gestão dentro da porteira, defendendo fortemente estas soluções como a principal forma de se lucrar na Pecuária. Porém, a visão administrativa e a atuação na gestão de fazendas proporcionaram uma maior percepção do negócio e o entendimento que a capacidade de gestão fora da porteira, voltada para a comercialização, também tem alto impacto na lucratividade das fazendas. As empresas mais lucrativas que tive a oportunidade de conhecer são muito boas na gestão dentro e fora da porteira.

0
1151
Foto Braham - Carlos Lopes
Foto Braham - Carlos Lopes

Análise de custos é importante?

Uma simples análise de custos nos mostra a importância da gestão focada dentro e fora da porteira. É importante observar que quanto mais a atividade se desloca da cria para a engorda, maior é a relevância da gestão fora da porteira.

Você quer receber este artigo completo em PDF? Solicite aqui!

Ou prefere escutar o artigo?

Na tabela 1, temos o custo de alguns sistemas de produção no Mato Grosso. Observamos que mesmo na atividade de cria, onde grande parte dos custos está voltada para a manutenção do plantel, temos 40% de custo variável que expõe a atividade à gestão fora da porteira. No entanto, muitos destes custos variáveis estão relacionados à compra de insumos que podem impactar diretamente na produtividade. Ou seja, quanto mais eficiente for a fazenda em utilizar estes insumos para produzir mais, maior será a diluição destes custos. Por outro lado, a gestão das vendas tem alto impacto sobre a lucratividade da atividade de cria. E a precificação dos bezerros está relacionada ao ciclo pecuário, ao preço do boi e outros fatores fora da porteira.

Tabela 1 – Custos de produção de Bovinos de Corte.
Fonte: IMEA .
Tabela 1 – Custos de produção de Bovinos de Corte.
Fonte: IMEA .

A atividade de recria e engorda tem um percentual mais elevado de custos variáveis (75%). Sendo que somente a aquisição de animais representa 47% dos custos totais. Ou seja, se considerarmos a compra e a venda dos animais (100% da receita), já temos 147% de negócios relacionados à gestão fora da porteira.

Em atividades altamente intensivas, como confinamentos, onde os dois principais custos (aquisição de animais e rações) podem chegar a representar até 85% do custo, temos 185% das negociações sob forte influência da gestão externa.

Para se ter uma ideia da importância da gestão interna e externa, preparamos duas simulações com dietas iguais em 100 dias de confinamento. E comparamos a Margem no Lucro Bruto*¹ (MLB) e a Taxa de Retorno do Capital (%) no período. Em ambas as simulações usamos 10 anos de séries históricas de preços, para simular o efeito da gestão externa no lucro por cabeça, representado pela MLB. Para simular a gestão interna, aumentamos o ganho de peso em uma das dietas em 20% (sem modificação dos custos). O gráfico 1 representa estas simulações.

*¹ Margem no Lucro Bruto (MLB) = (Receita Líquida – Custo Variável)*²/ Receita Líquida
  Custo Variável = milho, soja, minerais e reposição de animais 
*² foram utilizados 10 anos de séries históricas para simular
os custos e as receitas mês a mês.
Gráfico 1 – Retorno por Cabeça em 100 dias de Cocho x Margem no Lucro Bruto. 
Fonte: Agromove.
Gráfico 1 – Retorno por Cabeça em 100 dias de Cocho x Margem no Lucro Bruto.
Fonte: Agromove.

O resultado pode ser analisado na tabela 2. Verificamos que o aumento de 20% no ganho de peso (GMD) gerou um impacto significativo no lucro. Não houve aumento de custo entre as simulações, o que demonstra o potencial impacto da gestão interna. Também se observa que houve uma melhora na Taxa de Retorno do Capital aplicado no período, em razão do menor tempo para se chegar ao mesmo peso (diferença entre as duas linhas de Tendência).

Observa-se que uma melhora de apenas 5% na gestão da Margem no Lucro Bruto, gerou o mesmo impacto no Retorno do Capital aplicado no período. Esta pequena diferença nos acende um alerta sobre o impacto da gestão externa na atividade pecuária. Um dos componentes da MLB é a Receita. Ou seja, no caso dos confinamentos, uma pequena falha de 5% na comercialização pode anular o esforço de aumentar em 20% a produtividade.

Tabela 2 - Resultado médio das simulações em 10 anos de Confinamento.
Fonte: Agromove.
Tabela 2 – Resultado médio das simulações em 10 anos de Confinamento.
Fonte: Agromove.

Dados similares foram encontrados nas simulações de recria e engorda conforme mostra a tabela 3. As taxas de retorno ao mês, também melhoram com o aumento da produtividade, em razão do menor tempo para a engorda. A diferença na MLB necessária para compensar o Retorno Maior do Capital foi de 6,6%, pequeno se pensarmos que a arroba do boi gordo tem uma oscilação anual próxima a 10%. Porém, quando temos cenários com preço da arroba em queda, percebemos a dificuldade em compensar a rentabilidade com a produtividade. Uma queda de 12% no preço da arroba no período de 2 anos, já anularia o efeito do aumento de 20% na produtividade. Entre 2015 e 2017, a arroba do boi caiu 20% nominalmente, com algumas oscilações de mais de 15% em 60 dias.

Qual o impacto desta queda de preços no resultado?

Como lidar com estas oscilações?

Tabela 3 - Resultado médio das simulações em Sistemas de Recria e Engorda a pasto com período de 10 anos.
Fonte: Agromove.
Tabela 3 – Resultado médio das simulações em Sistemas de Recria e Engorda a pasto com período de 10 anos.
Fonte: Agromove.

O Custo Variável também faz parte da MLB. Quanto maior a representatividade deste custo na atividade, maior será o impacto da gestão externa. Ou seja, as atividades de cria e ciclo completo, por possuírem menor custo variável, sofrem impactos maiores da gestão da Receita e da produtividade. As atividades de recria, engorda e confinamento sofrem impactos significativos na gestão dos Custos Variáveis e da Receita, com destaque para a reposição de animais na participação nos custos.

Porém, quando melhoramos a produtividade e a gestão comercial, os impactos são significativamente maiores no lucro e na rentabilidade.

O aumento de 20% na produtividade e 5% na MLB podem aumentar os ganhos em R$ 212,00/cab e o retorno em até 10 x mais.

Você quer saber mais como melhorar a gestão e o planejamento do mercado? Participe do nosso Curso “ESTRATÉGIA PECUÁRIA 10X”

Abordaremos como criar alguns indicadores simples para acompanhar a gestão externa da fazenda. Assim como, algumas ferramentas que podem auxiliar na gestão externa e interna da fazenda nos Capítulos 8 e 9. É muito importante observarmos estes números. Fica claro como a lucratividade da pecuária está relacionada com a boa gestão interna e externa da fazenda. Quanto maior a representatividade do custo variável na receita, maior a relevância da gestão fora da porteira.

Também trazemos o e-book Lucrando Alto na Pecuária com algumas estratégias, ferramentas e indicadores que, quando utilizadas em conjunto, geram impactos significativos nos Resultados da sua fazenda.

>> Você quer receber gratuitamente o e-book Pecuária Inteligente? Solicite para nós!

Você conhece as Novas Plataformas Inteligentes Agromove? Tenha muito mais que as Cotações do Boi Gordo, Milho e Soja atualizadas diariamente em suas Mãos!

Nova Plataforma Agromove
Nova Plataforma Inteligente Agromove

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here